Pug, as Dobrinhas mais Fofas do Planeta

Todo mundo já ouviu falar ao menos uma vez de um cãozinho pequeno e fofo todo enrugadinho. Pois é, o Pug faz sucesso em toda parte, e é amado por todos que querem uma companhia diária que esbalde charme.De origem chinesa, existem registros comprovando que essa raça é muito antiga, como por exemplo pinturas do ano 1 d.C. que retratam Pugs ao lado de nobres.

Sim, muito fofo e muito chique também, esse cãozinho surgiu justamente de um desejo por companhia por parte de nobres chineses. Mas foi somente depois que foi levada para a Holanda como presente para transações comerciais bem sucedidas que a raça ganhou popularidade, primeiro no restante da Europa e depois para o mundo todo.

PUG

Sua Origem em 1688 na Corte da Grã-Bretanha

O nome super popular hoje, Pug, tem sua origem em 1688 na corte da Grã-Bretanha, quando o cão encantou os monarcas Willian III e Mary II, batizando-os da forma que conhecemos atualmente. Há quem diga que durante o período em que reinaram, o casal teve vários cães, a maioria era Pug

De porte pequeno, um Pug mede de 20 a 30 centímetros de altura, e pode chegar ao peso máximo de 8 quilos. Assim, desde que surgiu é considerado um dos preferidos para passar o dia todo sendo paparicado no colo de seus donos já que é capaz de derreter os corações de todos a sua volta.

PUG

Extremamente Sociável

Extremamente sociável, o Pug se dá bem com pessoas de todas as idades e até com outros animais, independente da espécie, então se você pensa em ter um cão, mas já tem outros animais, essa é uma ótima opção. Atente-se só para um importante detalhe: Pug é uma raça de companhia, ela vai te exigir atenção o tempo todo, vai até seguir você em todos os cômodos da casa mesmo sem ser convidado.

Isso quer dizer que se sua casa fica vazia o dia todo enquanto todos trabalham, o Pug não vai se adaptar e pode até adoecer, mas se tiver sempre alguém para dar atenção e paparicar, ele certamente vai se adaptar bem. Não importa o tamanho da sua casa, se tem quintal ou apartamento, tendo atenção e muito colo é o bastante, inclusive você nem precisa esperar pedir, pode pegá-lo sempre, ele adora.

PUG

Tem criança aí?

Tem criança aí? Então seu Pug ficará bem entretido com ela e vice versa! As crianças costumam adorar as brincadeiras dessa raça e a recíproca é verdadeira. Muito apegado à família, esse cãozinho se diverte mais na companhia de crianças, e faz todas as suas vontades. Podem brincar despreocupados que o temperamento de um Pug não é agressivo e nem costuma mudar de repente.

Você pode até passear com ele por aí, mas não por muito tempo, a menos que seja no colo, porque se prestar atenção vai notar que os focinhos dessa ração são achatados, dificultando muito a respiração e a troca de calor com o ambiente. Essa característica faz com que o cão não suporte atividades físicas.

Mas não é só isso, pelo mesmo motivo, um Pug não deve ser exposto a altas temperaturas e você deve ficar sempre atento se a temperatura corporal dele não está muito elevada. Para isso observe se a respiração está ofegante demais, se estiver significa que há dificuldades na troca de calor e a temperatura do ambiente está incomodando.

PUG

O charme

O charme dessa raça são as rugas por todo o corpo e principalmente na face que são uma gracinha, mas requerem cuidados: devem ser limpas com frequência uma a uma para evitar problemas de pele. Aí você deve pensar “ah, tudo bem, pelo menos não tem pelos para escovar”, engano seu!

Apesar de terem a pelagem bem baixinha, os Pugs têm bastante pelo e costumam soltá-los em grande quantidade, sabe o que evita tanta queda? Escovação! Você deve escovar os pelos tanto quanto limpa as rugas. Com esses cuidados, com certeza seu cãozinho vai chegar perto de sua expectativa de vida, que varia entre 12 e 16 anos.

PUG

E são anos de tranquilidade, ele não vai latir o tempo todo e nem fazer escândalos, pode ficar sossegado. Só será possível ouvir um Pug latir se quiser chamar sua atenção ou se comunicar com alguém, caso contrário até para as brincadeiras em família ele evita latidos.

Até dá um trabalhinho cuidar das rugas e se atentar na respiração, concordo, mas todo pet dá algum tipo de trabalho. Se pensa em ter um Pug, pode ter certeza que os momentos de alegria em família vão te fazer esquecer o resto, aproveite muito!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp